? Plasticidade do vidro vence barreira do preço - ConstruClick
 
                              Buscar Tipos de Orçamentos:                           Desde 2003 atendendo todo o Brasil

Abaixo estão as notícias e matérias relacionadas à área de construção civil, reforma, decoração e muito mais.

Materias




Plasticidade do vidro vence barreira do preço




Plasticidade do vidro vence barreira do preço
Versátil e sofisticado, o vidro está cada vez mais presente nos projetos de arquitetura como um diferencial de design ou como solução de iluminação natural

A plasticidade e beleza do vidro tem superado a barreira do preço, que historicamente limitou seu uso. O material aparece a cada ano com mais força, principalmente na forma de pastilhas, como um recurso que além de sofisticado, é ótima solução para garantir iluminação natural e criar a sensação de amplitude.
A tendência já gerou até uma onda de "modinha", alimentada pela importação de pastilhas feitas com resina da China - muito parecidas e bem mais baratas - e por "imitações" em cerâmica: placas do tamanho de uma lajota, com desenhos em alto relevo, onde é aplicado o rejunte.
A indústria contribui com.a tendência nacionalizando a produção. Os preços ainda não podem ser considerados baixos, mas já caíram 25% em média. "Antes, além da produção artesanal, só podíamos importar da Europa", explica Sandra Molina Feuer, proprietária da Mais Revestimentos,loja especializada em materiais diferenciados.
Os preços variam deR$ 280 o m² (cores frias), a R$ 400 o m², (cores quentes ou com design especial). O preço das chinesinhas são bem menores. Em média, R$ 300m2. ''É um bom material, mas não pode ser comparado ao vidro. Vale como mais uma opção", avalia Sandra.
Vanessa lglesias, diretora de marketing da Vidrotil, fábrica artesanal fundada há 58 anos,
explica que as chinesas não passam por um processo de queima completo. "E também não são 100% vidro", explica. As pastilhas da Vidrotil custam, na fábrica, de R$ 145 o m² a R$ 290,00 o m² (cores vivas).
Embora em escala pequena, várias fábricas passaram a produzir pastilhas nos últimos dois anos. A Gyotoku é a mais citada pelos arquitetos. Há dois anos a empresa lançou uma linha de pastilhas sem variações de cor ou textura. "São bem lisas e fazem muito sucesso", diz a arquiteta Evelyn Sayar. A grande variedade fomenta ainda mais o uso do vidro. ''Há pastilhas de todos os tipos, cores e tamanhos, brilhantes ou foscas, desenhadas, com bolhas de ar e até com uma folha de ouro", conta a arquiteta Evelin Sayar. ''É possível fazer composições com madeira e quartzo, com resultados surpreendentes", diz Sandra.
Para a arquiteta Flora Cukierkom, os preços só não caíram mais por que a matéria prima ainda é importada e a demanda não justifica grandes produções. Independente do preço, Flora prefere usá-las como um detalhe. "Não fica bom na parede toda porque tem muito rejunte. E se for apenas um detalhe, o custo fica menor", explica. Flora também prefere as artesanais. "Em especial da Vidrotil, que tem imperfeições e variações de tom que são o charme desse revestimento", afirma. A mão-de-obra também é mais cara. Custa de R$ 30 a R$ 500m².


Matéria: Lilian Primi
Foto: Divulgação
Jornal O Estado de São Paulo
São Paulo, 09 de outubro de 2005


Voltar para matérias

  topo




     Parceiros

FEICCAD: Feira do Imóvel, Construção, Condomínios, Arquitetura e Decoração IAB SP Instituto de Arquitetos do Brasil Casa & Construção SiteEngenharia CREA - Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia Pesquisa de custos de material de construção Comparação de preços de material de construção

     Links Recomendados

     Publicidade:




                              Buscar Tipos de Orçamentos:                           Desde 2003 atendendo todo o Brasil

Orçamento Grátis de Construção, Reforma, Projeto de Arquitetura e Engenharia

Serviços ConstruClick

Orçamento | Cadastro de Profissionais | Área Restrita | Recomende o ConstruClick | Banners
Suporte | Matérias | Qualidade | Todos os Pedidos Atuais | Comentários | Curriculum

Institucional:

Serviços | Política de Privacidade

Redes Sociais:

Facebook | Twitter | Google +
Home Improvement Brasil Informação e Tecnologia Ltda.
©Copyright 2003-2017 ConstruClick. Todos os Direitos Reservados.